2.3.2. Orientar

Objetivos

Apoiar as intervenções de percurso profissional em contexto escolar, nomeadamente de apoio à tomada de decisão (9.º e 12.º Anos) e de apoio à adaptabilidade de carreira (5.º, 6.º, 7.º, 8.º, 10.º e 11.º Anos).

Diminuir o número de pedidos de reorientação no ensino secundário.

Apoiar o trabalho dos psicólogos escolares através da disponibilização de recursos e instrumentos técnicos.

Criar alternativas às atividades de intervenção de carreira dos/as psicólogos/as realizadas presencialmente, através da oferta de atividades realizadas a distância.

Descrição

A Orientação Vocacional tem vindo a ter um reconhecimento crescente dado o papel fundamental que tem assumido no apoio prestado, a alunos e jovens adultos, nas diferentes fases de transição do seu percurso educativo e formativo, possibilitando-lhes opões mais informadas e conscientes.

Os psicólogos escolares desenvolvem intervenções de percurso profissional em contextos escolares e, dessa forma, contribuem para facilitar transições harmoniosas e eficazes, preventivas do abandono e insucesso escolar, concorrendo para a equidade e coesão social.

É fundamental dinamizar atividades de sensibilização à educação para a carreira junto da comunidade educativa e local, com vista a que os apoios prestados sejam planificados com regularidade, de modo sistémico e apoiados com informação relativa aos resultados das escolhas vocacionais dos alunos.

 

Benefícios e Impactos

Diminuir o número de pedidos de reorientação no ensino secundário.

Responder a necessidades dos estudantes no domínio da orientação e desenvolvimento de percurso profissional.

Fomentar atitudes e comportamentos de adaptabilidade de percurso profissional nos/as estudantes - preocupação positiva com o futuro, curiosidade, confiança na resolução de problemas de carreira, controlo ou disposição para assumir responsabilidade pelas suas decisões e ações.

Estimular a compreensão e a ligação entre escolhas de vida escolar, profissional e pessoal.

 

Medidas

Roteiro para a Orientação, em contexto educativo e formativo, tendo como linhas de orientação a centralidade do aluno, a abordagem holística e o acesso universal. 

Brochuras sobre o papel do psicólogo, do diretor de turma, dos pais/encarregados de educação e dos alunos no processo de orientação.

Instrumentos técnico-científicos de apoio à prática, tais como uma plataforma de orientação online.

Reforço do trabalho cooperativo entre a comunidade escolar e a comunidade local, incrementando as redes intermunicipais.

Ações de formação para psicólogos escolares.

Roteiro(s)


Eixo
2. Apoiar as Comunidades Educativas
Domínio
2.3. + Ensino Profissional