Efeitos da pandemia COVID-19 na educação: Desigualdades e medidas de equidade

O Conselho nacional de Educação acaba de disponibilizar o estudo "Efeitos da pandemia COVID-19 na educação: Desigualdades e medidas de equidade", que analisa eventuais desigualdades na educação agravadas ou geradas pela crise pandémica da COVID-19.

No que respeita à educação básica e ao ensino secundário, procurou-se identificar desigualdades mais evidentes relacionadas com os contextos familiar, individual, da organização escolar e do ensino, bem como desigualdades nas aprendizagens e nos percursos escolares. Procurou-se, ainda, identificar medidas postas em prática para as atenuar (Parte I).

No que concerne ao ensino superior (ESup), procurou-se analisar os impactos da pandemia COVID-19 neste nível de ensino, designadamente nos processos de ensino-aprendizagem, bem como nas condições socioeconómicas e de bem-estar dos estudantes. Assim, houve uma preocupação significativa em aferir, através de diferentes instrumentos, em que medida os impactos da pandemia afetaram de modo particular alguns grupos de estudantes e se aquela contribuiu para agravar as desigualdades existentes entre os estudantes (Parte II).

Aceda ao estudo aqui.

 

Fonte: CNE